Home / Sem categoria / 5 formas de para fugir dos juros altos

5 formas de para fugir dos juros altos

O que é um interesse insultuoso?

Geralmente, dizemos que quando a taxa de abuso excede a taxa média de mercado geralmente determinada pelo banco central, também existe uma taxa de abuso, que também é calculada com base nas taxas diárias de todos os bancos. Obviamente, nesta história, também precisamos considerar que toda transação financeira tem sua própria taxa de câmbio. Além disso, cada banco define taxas de juros diferentes entre si.

Como o processo não é tão uniforme quanto deveria ser, isso já justifica a necessidade de você ficar atento para entender o que é interesse abusivo na prática e saber como identificá-lo. Infelizmente, para falar sobre interesse abusivo, precisamos falar sobre números. É nesse ponto que muitas pessoas ficam borradas, porque nem todo mundo é bom em cálculo. É precisamente por esse motivo que muitos acabam envolvidos em problemas. Se isso não bastasse, a legislação nacional e a economia dificultam as pessoas a entender o que é interesse abusivo. Enfim, aqui está a explicação mais básica: Se os juros do seu financiamento forem muito maiores do que os cobrados de outros bancos, você certamente será vítima de juros abusivos e precisará agir com urgência para escapar deles.

1- Use crédito conscientemente

O crédito é uma excelente ferramenta, mas deve ser usado com cautela e moderação. Ou seja, você não pode obter crédito para comprar qualquer coisa. Em outras palavras, não procure financiar o que não é realmente importante para você. Para alcançar grandes objetivos na vida, como comprar uma casa ou expandir seus negócios, o crédito pode ser um aliado importante. Enquanto planejado, o financiamento ajuda a encurtar o caminho de alguns sonhos. Mas vale lembrar: pesquise minuciosamente as condições de cada empréstimo, pois existem taxas competitivas no mercado.

O crédito não é uma extensão da renda Nota: Um cheque especial ou cartão de crédito reutilizável não é uma extensão do seu salário! Por exemplo, geralmente é visto que as pessoas usam esses métodos diariamente para preencher lacunas em seus orçamentos. O perigo está nele. Essas ferramentas são usadas em emergências, mesmo situações em que você não pode escapar. Você sabe o porquê? Os juros anuais excedem 300%. Isso levou a um rápido crescimento da dívida sem você perceber a bola de neve. Então planeje seus gastos. Regra 1: Defina um orçamento pessoal ou familiar que inclua toda a renda (salários, aluguel, etc.) e todas as despesas. Isso facilita ver onde seu dinheiro foi.

3- Cuidado  com cheque especial

Uma das formas de crédito mais acessíveis para os consumidores é o saque a descoberto. O banco concede automaticamente a conta atual após a criação da conta sem que o cliente precise comprovar a receita.Este é o “saldo extra” que os correntistas podem usar quando precisam usar a conta. No entanto, é precisamente porque os clientes não precisam dizer quanto ganham, ou mesmo têm que mostrar interesse na quantidade de crédito extra disponível em suas contas, para que os bancos cobram taxas de juros muito altas. No entanto, esse valor é comum nos mercados financeiros – portanto, não importa quão alto seja o preço, ele não pode ser considerado um abuso de interesse.

Uma das formas mais acessíveis de crédito para os consumidores aconselha os consumidores a não se enganarem em descobertos. Ter uma quantidade extra de acessibilidade parece ser uma vantagem. No entanto, depois de usá-lo, considere pagar o mais rápido possível. Tais dívidas vencidas podem ser um veneno para sua conta no próximo mês.

4. Existência de custos administrativos

É cobrada uma taxa de administração por todas as transações realizadas pelo banco. Alguns deles são permitidos por lei, enquanto outros não. Com isso em mente, você deve prestar total atenção ao seu contrato de financiamento e ler com atenção para verificar os custos administrativos e legais. Também é necessário observar se as taxas de administração legalmente permitidas são cobradas como uma porcentagem acima do valor médio de mercado. Se isso acontecer, você é vítima de abuso.

5- Intenda a diferença entre Dívida e  inadimplência

É muito comum as pessoas confundirem dívidas com dívidas incobráveis. Entenda que a dívida é tudo o que você deve – isso inclui um pagamento parcelado que está atualizado, por exemplo. O padrão é quando você perde a capacidade de liquidar suas dívidas. Para não deixar o padrão, planejamento, organização e disciplina são essenciais. Quando perceber que está tendo problemas para pagar as contas, tente negociar algumas condições com o gerente do banco. Mas lembre-se de fazer isso antes de se tornar inadimplente, pois, além dos juros devidos a aumentar, a tendência é que a margem de negociação se torne cada vez menor. Além disso, com um nome sujo, fica mais difícil obter outras linhas de crédito, como comprar um imóvel. Em outras palavras, gastar em supérfluo acaba impedindo que você alcance objetivos maiores.

Check Also

Como se livrar dos hóspedes educadamente

Certamente é embaraçoso ter convidados em casa e sentir a necessidade de expulsá-los, mas não …

Deixe uma resposta