Home / Cálculos Financeiro / Você sabe a diferença entre boleto com e sem registro?

Você sabe a diferença entre boleto com e sem registro?

Se você utiliza o meio de pagamento boleto, provavelmente já caiu de paraquedas em uma conversa sobre o tema: boleto com registro x boleto sem registro.

se você ainda se pergunta qual é a diferença entre os dois tipos de cobrança e como o boleto registrado pode, com superioridade, melhorar o controle financeiro do seu negócio e diminuir o índice de inadimplência, esse artigo irá, finalmente, lhe situar no assunto.

O que é boleto bancário?

O boleto bancário é um meio de pagamento exclusivo do Brasil e é muito simples. Qualquer pessoa física ou jurídica pode emiti-lo como cedente para o seu cliente, o sacadoApós o recebimento, o boleto poderá ser pago em qualquer agência bancária, casa lotérica ou pela internet.

Como identificar se o boleto é registrado?

Todo o boleto de pagamento deve conter os seguintes dados: CPF ou CNPJ do beneficiário e do pagador, valor e data de vencimento, conforme determina o Banco Central. Estas informações são importantes para prevenir fraudes e também para viabilizar processo do DDA (Débito Direto Autorizado).

Boleto sem registro

O boleto sem registro é mais simples, pois não possui registro na instituição bancária, sendo a própria empresa responsável pela emissão. Sendo assim, o banco não tem qualquer controle sobre fatores como vencimento ou valor.

Em função desse cenário, existem algumas vantagens para o boleto registrado, especialmente nas taxas cobradas. Como talvez seja possível de imaginar, essa é uma versão mais barata da cobrança. Não por acaso, o boleto sem registro era muito empregado em pequenos negócios ou operações de e-commerce.

Outro ponto positivo é que, dado o modelo de funcionamento, novas emissões ou correções tornam-se simplificadas e com menos burocracia. Por outro lado, eles possuem um grande risco: não possuem validade para protestos em caso de clientes inadimplentes.

Boleto com registro

A emissão de boletos com registro traz a necessidade de envio de um arquivo remessa ao banco. Será este arquivo que irá registrar o boleto junto à instituição financeira. Assim, o banco terá todas as informações de sua cobrança: valor, vencimento e código.

Com este tipo de cobrança, o banco pode enviar automaticamente o protesto dos boletos não pagos, com a autorização do cedente. Porém este tipo de cobrança torna-se mais cara, pois o pagamento da taxa será realizado por boleto emitido, indiferente se ele for pago ou não.

A utilização deste tipo de cobrança ocorre principalmente em serviços do tipo “use-depois-pague”, ou seja, quando o cliente já utilizou o produto ou serviço. A opção pela cobrança com registro nestes casos, ocorre para proteger a empresa da inadimplência.

Check Also

Educação Financeira

Educação Financeira: Dicas e Conselhos para Gerar Riqueza

A educação financeira pode ser o melhor caminho para enriquecer e formar um patrimônio consistente …

Deixe uma resposta